A Polícia Civil do Estado do Pará, por intermédio do Núcleo de Inteligência Policial (NIP) e do Núcleo de Apoio a Investigação (NAI/Castanhal), realizam diligências nesta quarta-feira (5), para dar cumprimento a mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão domiciliar decretados pelo Juízo da 1° Vara Criminal da Comarca de Castanhal. A operação denominada “Nequitia” tem como principal finalidade a desarticulação de grupo criminoso voltado à prática de crimes de estelionato.

“Até o momento, foi dado cumprimento ao mandado de prisão preventiva decretado em face de um homem apontado no curso das investigações como o mentor intelectual, e principal executor, das condutas criminosas”, informou o delegado-geral em exercício, Renan Souza. Também foi apreendido vasto material, como objetos e documentos relacionados aos fatos investigados. 

De acordo com as investigações, integrantes do grupo criminoso se passavam por membros do 1° escalão do governo do Estado do Pará para ludibriarem as vítimas e obterem vantagens indevidas, relacionando os golpes ao Programa Habitacional Sua Casa.

As diligências ainda estão em andamento para o cumprimento de outras ordens judiciais, inclusive em outros Estados da Federação.