Na madrugada desta terça-feira (11), Edilana Marques Freitas, de 23 anos, foi morta a tiros dentro de sua casa em Tucuruí. Segundo apuraram as autoridades, o alvo dos atiradores seria o marido da jovem, mas no meio de uma luta na casa pequena, ela foi atingida por um disparo e morreu na frente dos filhos.

A mulher foi morta em sua casa, na rua Vila Nova, bairro do Mangal, local onde dormia com o marido, os sogros e seus dois filhos, crianças de dois e cinco anos, de acordo com o que informou o 13º Batalhão de Polícia Militar (BPM. Por volta das 4h, quatro homens chegaram na casa da família e um deles arrombou a porta da frente aos pisões. Segundo a Polícia, os assassinos chegaram a apontar arma para a cabeça dos parentes de Edilana, dizendo que eles não eram o alvo da execução, mas que estavam atrás do marido dela.

Quando eles chegaram ao quarto onde a jovem dormia com o marido, o homem entrou em luta corporal com os quatro invasores, desferindo chutes e socos para tentar salvar sua vida. No meio da confusão, a arma que um dos invasores trazia acabou disparando e atingindo Edilana. Após o disparo, os homens fugiram correndo, deixando a mulher sangrando para trás.

Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192) foi acionada por vizinhos, mas quando os socorristas chegaram ao local, a jovem já estava morta. Ainda de acordo com a PM, o marido de Edilana é conhecido na região por seu envolvimento em diversos crimes, sendo preso recentemente por furto qualificado. Essa ligação do homem com atos ilícitos pode ter servido de justificativa para a invasão que resultou na morte de sua esposa. Um suspeito de participação no crime já foi identificado e é procurado pelas autoridades.