Paloma de Souza Silva matou com 82 facadas o seu companheiro, Vanderlei Barbosa da Silva, de 20 anos de idade, na madrugada do domingo (23.Ago), na Rua O, no Bairro União. Paloma responderá em liberdade.

Ela se apresentou na 20ª Seccional de Polícia Civil de Parauapebas, às 16h, da segunda-feira (24.Ago), acompanhada de sua advogada, alegando que agiu em legitima defesa, para a defesa sua e de seu filho de apenas quatro meses de vida.

Em depoimento ela afirma que Vanderlei estava muito agressivo e enciumado por ter visto mensagens em seu aparelho celular e foi aí que começou a querer agredir, momento em que foi golpeado.

Ainda de acordo com informações repassadas pelo delegado responsável, Vanderlei já tinha passagens pela polícia por violência doméstica e sexual, no Ceará, estado de origem de Paloma.

Delegado de Polícia Nelson Alves

Estamos preparando o inquérito policial, iremos ouvir os vizinhos do casal que morava em um condomínio e entregaremos o resultado das investigações para a Justiça, que irá analisar o caso e apontar se se trata de legítima defesa ou homicídio qualificado. Paloma inicialmente responderá em liberdade pelo fato de ter se apresentado espontaneamente e não estar atrapalhando as investigações da morte do rapaz”, relata o delegado Nelson Alves Júnior.