Um homicida foragido em fuga, identificado como Lucas Farias de Souza, de 21 anos, foi morto na noite desta quarta-feira (19) na região de Breves, Arquipélago do Marajó. “Lucas Loko”, como era conhecido, se lançou nas águas do rio para fugir de um policial que iria prendê-lo em uma embarcação, mas ao tentar roubar ribeirinhos que o ajudaram, foi baleado e morto pelos populares.

De acordo com informações do 9º Batalhão de Polícia Militar (BPM), o caso teve início na terça-feira (18), quando Lucas, que seria membro de uma facção criminosa, onde atuava como executor, foi reconhecido por um policial militar em uma embarcação que saia de Portel com destino a Belém. Ao perceber que seira preso, ele pulou na água na região conhecida como Boca de Breves, e fugiu nadando. Segundo informações que só chegaram mais tarde para a polícia, Lucas Loko conseguiu chegar à Ilha do Abacate, e lá, foi ajudado por ribeirinhos que não sabiam que se tratava de um criminoso tão perigoso.

Os moradores cederam roupas e alimento para o jovem, mas quando eles sugeriram buscar a ajuda da polícia, Lucas demonstrou extremo nervosismo e fugiu. Equipes do Grupamento Tático Operacional (GTO), lideradas pelo subcomandante do 9° BPM, Major Hugo, se deslocaram para o local na tentativa de encontrarem o fugitivo, já na quarta-feira (19). Após quatro horas de incursões mata a dentro, e com a noite caindo, os policiais cessaram as buscas e voltaram para cidade de Breves, devido à impossibilidade de seguir com a operação, mas já programando retornar no dia seguinte pela manhã.

Contudo, por volta das 21h do mesmo dia, a PM recebeu informações, via telefone, de que um indivíduo teria sido baleado por populares da região da Ilha do Abacate. Indo imediatamente ao local, foi constatado o fato e os policiais identificaram que se tratava de Lucas Farias. Segundo o que foi apurado, o fugitivo resolveu deixar a mata quando os PMs se retiraram e tentou roubar a rabeta – pequena embarcação a motor – de um morador. Os ribeirinhos reagiram, e com armas usadas para caça, atacaram o criminoso, que baleado, morreu no local.

O corpo de Lucas foi levado para o Hospital Municipal de Breves, onde foi emitido o laudo que atestava o óbito. Uma busca no site do Tribunal de Justiça do Pará (TJPA) mostrou que Lucas respondia por crimes como homicídio e homicídio qualificado pela Vara Única de Portel, tendo cumprido pena na Colônia Penal Agrícola de Santa Izabel (CPASI), de onde fugiu no ano passado. O caso foi registrado na Superintendência Regional de Polícia Civil de Breves, que deve apurar as circunstâncias da morte de Lucas para chegar nos envolvidos.