“Hernandes estou no mato escondido, os caras querem me matar, se eu aparecer morto foi eles que me mataram.” Este foi o assunto tratado por Jorge de Almeida, o “Jorginho“, enviado ao Hernandes um conhecido, antes do seu desaparecimento. Ainda em áudio, Jorginho disse:

“Quando tu for ligar pra mim quero te contar um negocio muito sério, mas não conta pro caranguejo não. Tô nos fundos onde bota ração, eu vou tomando chegada de vagar, ai tu vê se não tem ninguém na estrada também, e me avisa.” Esse foi outro áudio mandado por ele antes de mandar o que estava escondido, caranguejo supostamente seria algum peão da fazenda onde ele trabalhava.

A família de Jorginho está desesperada com os áudios que ouviu, e o desaparecimento do rapaz, segundo a família faziam 17 dias que ele estava no Pará a trabalho. Os familiares chegaram a ir até a fazenda, mas foi barrada pelos seguranças do local, e inocentemente não chamaram a policia.

Em um novo áudio o rapaz disse que estava no mato, que havia corrido pois estavam querendo me matar, estou avisando que se eu sumir os peões fazenda Brasil Verde que me mataram.

Este foi mais um dos áudios do jovem, a família de coração partido pede ajuda à pessoas na divulgação da foto para conhecimento das autoridades, já que o rapaz continua desaparecido e não entrou mais em contato com ninguém.

Informações De Olho em Grajaú