O governo federal inicia ainda em agosto o pagamento da 5ª e última parcela (por enquanto) do Auxílio Emergencial para o grupo de beneficiários que começou a receber lá em abril. Por este motivo, as especulações a respeito de uma possível prorrogação do benefício já iniciaram, o que deixou os brasileiros sem entender até que data, de fato, o Auxílio Emergencial será pago. Confira neste post tudo o que se sabe até agora sobre esse tema.

Criado pelo governo federal com a intenção de durar por três meses, o Auxílio Emergencial já passou por uma prorrogação que estendeu o pagamento por mais duas parcelas. Dessa forma, todos os aprovados pela Dataprev e pelo Ministério da Cidadania receberão cinco parcelas de R$ 600 ou R$ 1.200, independente da data em que tiveram o primeiro pagamento.

No dia 17 de julho, o Ministério da Cidadania divulgou o calendário completo de pagamentos do Auxílio Emergencial. Isto é, o governo já definiu as datas em que serão pagas TODAS as parcelas do benefício, mesmo que existam grupos em diferentes etapas de recebimento. Dessa forma, os beneficiários que ainda nem receberam a 1ª parcela já podem descobrir quando cairão as outras quatro.

Auxílio será pago até dezembro?

Na última semana uma reportagem do jornal Estadão divulgou que o governo estaria trabalhando em uma possível prorrogação do Auxílio Emergencial. Segundo o veículo de comunicação, o benefício seria pago por mais três parcelas nos meses de outubro, novembro e dezembro. As informações foram divulgadas pela equipe econômica de Jair Bolsonaro que indicou ainda a possibilidade de reduzir o valor do benefício de R$ 600 para R$ 200. De acordo com a equipe de Bolsonaro, a ideia está sendo discutida e ainda não existe definição sobre o valor das novas parcelas.

Após a repercussão em diversos meios de comunicação o presidente Jair Bolsonaro declarou, na saída do Palácio do Alvorada, que o governo não conseguirá prorrogar o benefício “por muito tempo”. “Começamos a pagar a quarta parcela e tem a quinta, não dá para continuar muito. Por mês, custa R$ 50 bilhões. A economia tem que continuar, e tem alguns governadores que teimam em manter tudo fechado“, disse Bolsonaro em resposta a um apoiador.

No entanto, o presidente da república não negou que sua equipe estaria estudando uma nova prorrogação. Um dos motivos pelo qual se considera que o Auxílio Emergencial seja estendido por mais alguns meses é o fato do novo programa social que será criado pelo governo, o Renda Brasil, ainda não ter sido finalizado pela equipe econômica.

O plano inicial era substituir o Auxílio com o novo programa chamado Renda Brasil. No final de julho o programa voltou a ser comentado após o ministro Paulo Guedes anunciar o valor que deve ser pago pela nova iniciativa. Segundo Guedes, o Renda Brasil beneficiará cerca de 36 milhões de brasileiros com um valor entre R$ 250 e R$ 300 por mês.

Auxílio Emergencial: quantas parcelas vai ter?

A Caixa Econômica Federal iniciou uma nova rodada de pagamentos no dia 22 de julho e a nova distribuição deixou alguns beneficiários confusos. Antes, o banco realizava o crédito dos R$ 600 de acordo com o lote no qual o beneficiário foi aprovado. Já a partir do calendário divulgado em 17 de julho pelo Ministério da Cidadania esta organização por lotes deixa de existir, implementando o que o governo passou a chamar de Ciclos de pagamento.

De acordo com o novo calendário, que já estabelece as datas de pagamentos de TODAS as parcelas do Auxílio Emergencial, a partir de 22 de julho os beneficiários passam a receber conforme o seu mês de nascimento. Assim, mesmo que estejam em diferentes etapas de recebimento do Auxílio, quando chegar na data prevista conforme o seu mês de aniversário o cidadão receberá a parcela a que tem direito.

No Ciclo 1, por exemplo, que vai de 22 de julho a 26 de agosto, serão realizados os seguintes pagamentos:

  • Recebe a 4ª parcela quem recebeu a primeira parcela em abril;
  • Recebe a 3ª parcela quem recebeu a primeira parcela em maio;
  • Recebe a 2ª parcela quem recebeu a primeira parcela em junho;
  • Recebe a 1ª parcela quem fez cadastro e foi aprovado entre 17 de junho e 02 de julho.

O Ministério da Cidadania definiu quatro ciclos de pagamentos que se estendem até o final de novembro, quando os beneficiários que receberam a 1ª parcela no Ciclo 1 terão a 4ª e 5ª parcelas pagas. Portanto, para saber quantas parcela do Auxílio você ainda irá receber basta conferir o calendário completo com os quatro ciclos de pagamento.