O resultado é um reconhecimento obtido pela unidade, sendo realizado com base na opinião de usuários do hospital

O Dia Nacional do Hospital, lembrado 2 de julho, é uma data criada para homenagear todos os profissionais envolvidos no dia a dia de um hospital. O reconhecimento se torna ainda mais importante diante da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), no qual se observa esforços de diversos profissionais em salvar vidas.

No Hospital Regional do Sudeste do Pará Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá (PA), unidade do Governo do Pará e gerenciado pela Pró-Saúde, os esforços se destacam ainda mais pela humanização no atendimento. No primeiro semestre de 2020, a unidade alcançou a marca de 98,4% de aprovação dos usuários, entre pacientes e acompanhantes.
Referência no atendimento à Covid-19 na região e para mais de 1 milhão de pessoas de 22 municípios, desde o início da pandemia 57 pacientes foram recuperados da doença. Muitas delas em estado crítico e internadas na UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

Com procedimentos terapêuticos inovadores, como a utilização de máscaras de mergulho, adaptadas para pacientes com síndrome respiratória grave pelo novo coronavírus, o Hospital Regional do Sudeste do Pará se destacou pelo atendimento dedicado aos pacientes, buscando torna a experiência da internação menos ansiosa e difícil.

Entre as ações de humanização, o HRSP implantou as visitas virtuais, aproximando os pacientes em isolamento, devido a doença, a seus familiares. Com as visitas virtuais, momento amenizado com chamadas de vídeo, e realizadas diariamente, os pacientes puderam se sentir reconfortados e com mais esperança diante do tratamento.

Com cerca de 600 colaboradores, o HRSP destaca também os serviços de média e de alta complexidades, como a gestação de alto risco, ortopedia-traumatologia, cirurgia plástica reparadora, centro de hemodiálise, lesão de artéria com necessidade de prótese e ressecção transuretral da próstata. Nomes talvez difíceis, mas que retratam as diversas especialidades promovidas pela unidade.

Para Valdemir Girato, diretor hospitalar do HRSP, a pandemia trouxe desafios gigantescos aos colaboradores, que com muita dedicação, trabalho em equipe e determinação superaram todas as expectativas, ganhando reconhecimento com altos índices de satisfação.

“O nosso primeiro semestre foi quase que exclusivamente no combate à Covid-19. Conseguimos superar todos os desafios, com um atendimento humanizado, que foi reconhecido pelos nossos usuários com mais de 98% de aprovação”, afirmou.

Reconhecimento

Entre janeiro e junho desse ano, a pesquisa de satisfação aos usuários foi realizada pelo Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU), que por meio de questionário estruturado disponibilizado por todo hospital, permite a avaliação dos serviços prestados sob a ótica dos pacientes. O alcance de 98,4% de aprovação junto aos seus pacientes traz reconhecimento, mas ao mesmo tempo direciona a unidade em possíveis melhorias e estímulo para todos os profissionais.

Sobre a Pró-Saúde

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 24 cidades de 12 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.

A criação da Pró-Saúde fez parte de um movimento que estava à frente de seu tempo: a profissionalização da ação beneficente na saúde, um passo necessário para a melhoria da qualidade do atendimento aos pacientes que não podiam pagar pelo serviço. O padre Niversindo Antônio Cherubin, defensor da gestão profissional da saúde e também pioneiro na criação de cursos de Administração Hospitalar no País, foi o primeiro presidente da instituição.