Belém (PA) – O que um bom aperto da impresa e da opinião pública não faz, hein, governador Helder Barbalho? Em seu perfil oficial no Twitter, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc-PA), às 11 horas desta terça-feira (30), publicou: “Por determinação do governador Helder Barbalho, a compra de cestas de alimentos com apenas um atacadista do Estado foi cancelada”.

E continua em outro tuíte “Por causa da crise econômica, o governador determinou que as cestas contemplem todos os grandes atacadistas que têm estoque e condições logísticas para atender à demanda do Estado. O objetivo é descentralizar investimentos e fazer circular mais recursos para mais empresas”.
A ainda “A Seduc compartilha o convite feito ao Ministério Público do Estado (@MPPAoficial) e à Auditoria Geral do Estado (@AGE_PA) para acompanhar, tanto o processo de aquisição, quanto de entrega das cestas de alimentação aos alunos das escolas estaduais com o objetivo de manter a merenda escolar no período de isolamento domiciliar”.

Postagens no Twitter oficial da Seduc-PA dão conta de que outros fornecedores irão ser “beneficiados” com a compra de gêneros alimentícios pelo Governo do Estado, e não apenas um.

Irregularidades – Não pensem que Helder Barbalho está pagando de bonzinho e quer contemplar grandes atacadistas do estado do Pará. Nada disso. A bronca, em forma de escândalo, é que esse contrato, sem licitação, no valor de mais R$ 73 milhões (Setenta e Três Milhões de Reais) estava na mão de uma desconhecida microempresa chamada Kaizen Comércio e Distribuição de Produtos Alimentícios EIRELI, cujo responsável por ela se chama Edson Araújo Rodrigues.

A outra pergunta é: por que o Ministério Público e a Auditoria Geral do Estado não estavam convidadas desde o início nesse mirabolante contrato, sem licitação, do governo Helder Barbalho, com uma microempresa desconhecida e que como capital apenas R$ 79 mil?

Casa abandonada – O Google Maps traz a localização dessa empresa que fica na rua Leopoldo Teixeira, em Ananindeua. O local é somente uma casa abandonada.

CNPJ não ativo – E mais, o CNPJ dessa dita empresa 22.656.435/0001-21 não está válido na Junta Comercial do Pará (Jucepa).

Como diria – e parodiando – o médico Drauzio Varella: “ difícil de engolir essa dispensa de licitação, , minha filha?”