O governador do Pará, Helder Barbalho, divulgou, na segunda-feira (16), uma série de medidas urgentes por conta das fortes chuvas, já que muitas famílias foram atingidas com os alagamentos na região metropolitana de Belém. Com o objetivo de ajudar a população, o chefe do Executivo Estadual assinou um decreto que concede o “Programa Recomeçar” para as famílias que precisam reconstruir seus lares.

VEJA TAMBÉM:

O corpo de Bombeiros e a Defesa Civil Estadual já realizaram o levantamento das áreas alagadas e onde há registro de famílias que sofreram ou perderam bens por conta das chuvas. As equipes farão um cadastro dessas pessoas para avaliação do benefício. 

“A partir dos registros, vamos avaliar as condições para verificar se as famílias irão ter direito ou não. Os contemplados precisam ter renda de meio salário mínimo até três salários, e serão avaliadas também as perdas dos bens das famílias” – coronel Hayman, comandante geral do Corpo de Bombeiros do Pará.

Foto: Ricardo Amanajás / Ag. Pará

O Programa Recomeçar concede ao cidadão o auxilio no valor de um salário mínimo, R$ 1.045, para famílias que perderam móveis, eletrodomésticos e/ou tiveram suas residências comprometidas por conta das chuvas. Após o cadastro e avaliação do Corpo de Bombeiros e Defesa Civil Estadual, os dados são encaminhados para o Banpará, que ficará responsável pelo pagamento do benefício.

O presidente do Banpará, Braselino Assunção, informa que todos os dados serão transmitidos pelo trabalho conjunto do Corpo de Bombeiros. É importante ressaltar que o banco não será responsável por nenhum cadastro de famílias.

“As informações sobre quem terá direito ao benefício vem da avaliação do Corpo de Bombeiros. A partir daí, preparamos o cartão e o beneficiário poderá ser recebido em qualquer agência do Banpará ou auto atendimento”, explicou.