O prefeito de Parauapebas, Darci Lermen, vai assinar já já, a pedido da Associação de Comércio e Indústria de Parauapebas (Acip) e Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), uma flexibilização do decreto que fechou boa parte do comércio de Parauapebas por conta da prevenção contra o coronavírus.

VEJA TAMBÉM:

Sendo assim, os lojistas de vários pontos comerciais da cidade, entre eles a Rua do Comércio – que estava irreconhecível nos últimos dias – deverão reabrir seus empreendimentos desde que adotem medidas preventivas contra o vírus, como o uso de luvas, álcool em gel e até mesmo máscaras por parte dos funcionários.
O fechamento por completo de muitos empreendimentos comerciais da cidade causou polêmica, haja vista que muitos empresários não concordaram com o fechamento de suas lojas alegando prejuízo financeiro que acarretaria dificuldades nos pagamentos dos boletos e até mesmo da folha salarial.
Em áudio enviado via whatsapp, Lermen salientou que é “fundamental que o município não pare de funcionar, mas que o comércio deve adotar a segurança, evitando a proliferação do coronavírus. Continuaremos efetuando as barreiras sanitárias, investindo na construção de novos leitos, aquisição da testagem rápida para o coronavírus, que deve chegar segunda ou terça, além dos voos da Azul suspensos e trem parado. Os parauapebenses podem ficar tranquilos, estamos monitorando nossas entradas e saídas para que não tenhamos problemas futuros”.