A Vale e a Prefeitura de Marabá celebraram convênio no valor de R$ 3 milhões, na última sexta-feira (31). O recurso será destinado para a reforma de três escolas municipais e para a aquisição de móveis e equipamentos para o futuro Museu do Palacete Augusto Dias, marco arquitetônico da cidade e que foi inaugurado em pleno ciclo da castanha, em 1939, no núcleo Marabá Pioneira.

“No ano em que Marabá comemora 107 anos, não podíamos deixar de participar da implantação do Museu do Palacete Augusto Dias, confirmando nosso compromisso com a preservação do patrimônio histórico da cidade e valorizando a história do município mais antigo desta região. Marabá também faz parte da história de nossa empresa”, declarou José Carlos Sousa, gerente executivo de Sustentabilidade Norte.”

Beneficiando 2.291 alunos dos bairros Independência, núcleos Nova Marabá, Marabá Pioneira e entorno, as obras nas escolas Irmã Theodora, José Mendonça Virgulino e Pedro Peres são essenciais para levar maior segurança e educação de qualidade para os jovens da cidade. “A escola José Mendonça Virgulino tem 77 anos e já recebeu várias gerações de marabaenses. São escolas tradicionais e importantes para a educação de crianças e jovens moradores desses três núcleos”, ressaltou Marilza Leite, secretária de Educação de Marabá.

O convênio foi assinado no dia da reinauguração da Praça São Francisco, evento que contou com a participação de autoridades, representantes da Vale e cerca de 5 mil pessoas. A Vale fez a doação de 2.000 dormentes oriundos da Estrada de Ferro Carajás para a Prefeitura de Marabá, que utilizou o material no paisagismo das praças São Francisco, no núcleo Cidade Nova, e Dos Sonhos, no núcleo São Félix, compondo bancos, muretas e passarelas. O projeto da Praça São Francisco também foi pensado para dar mobilidade e acessibilidade para pessoas com deficiência.

Informações Vale