A Operação “Araneo” da Polícia Civil do Pará foi deflagrada, nesta segunda-feira (03), e resultou no cumprimento de três mandados de prisão, sendo dois por Tráfico de Drogas, além da captura de um quarto indivíduo que, na ocasião, foi autuado em flagrante sob acusação de feminicídio. A operação visa cumprir diariamente mandados de prisão preventiva e prisões em flagrante, no sentido de tirar de circulação pessoas procuradas pela Justiça com mandados, em aberto, no sistema. Além de proporcionar tranquilidade e pacificação social. As ações ocorreram no município de Marabá, no sudeste paraense. 

Os mandados de prisões foram cumpridos contra os acusados, Vinicius Nogueira Gatti, Edvaldo dos Santos Vasconcelos, conhecido por “Diabo Loiro”, Mikaela Oliveira dos Santos, e Antônio Luiz de Melo, conhecido como “Monstro de Santa Fé”. Já a prisão, em flagrante, contra Marcos Sandro Alves Cruz, se deu pela prática do crime de feminicídio e porte ilegal de arma de fogo de uso permitido. A arma de fogo, de fabricação caseira, utilizada pelo acusado foi apreendida.

Vinicius Nogueira Gatti foi apontado no crime de homicídio, o acusado efetuou um disparo de arma de fogo na região da cabeça da vítima, após manusear o armamento de forma imprudente. Apesar da relação de amizade entre acusado e a vítima, a Polícia Civil representou pela prisão preventiva, uma vez que ficou entendido que Vinicius assumiu o risco de produzir o resultado, caracterizando em tese o dolo eventual. O crime chocou a sociedade Marabaense.

Já o acusado Edvaldo dos Santos Vasconcelos e Mikaela Oliveira dos Santos, foram presos por praticar o crime de tráfico de entorpecentes. Todos os acusados já estão à disposição da Justiça.

As ações policiais foram realizadas pelas equipes da Polícia Civil da Seccional de Marabá, pela Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher, e ao adolescente (DEAM/DEACA) de Marabá, e Superintendência Regional do Sudeste do Pará.