A Polícia Militar foi acionada nesta quarta-feira (22), para verificar a existência de um dispositivo eletrônico, popularmente conhecido como ‘chupa cabra’, em um dos terminais de autoatendimento da agência da Caixa Econômica Federal, da avenida Tapajós.

Constatado a veracidade da ocorrência, o dispositivo foi removido na presença de um funcionário do banco. O caso deverá ser investigado pela Polícia Federal.

Os “chupa cabras”, como são chamados no Brasil os skimmers de cartão de crédito que os criminosos instalam em caixas eletrônicos e (no exterior) em bombas de gasolina sugam secretamente informações financeiras confidenciais.

De acordo com o kaspersky, empresa de segurança digital, neste tipo de golpes as pessoas se especializam em roubar credenciais de cartões com a ajuda de miniatura de hardware que instalam em caixas eletrônicos de maneira discreta. Mesmo com o esforço combinado da polícia, bancos e sistemas de pagamento, a quantidade de dinheiro roubado de contas de cartões continua crescendo.

“Para tornar-se seu alvo, você só precisa usar o seu cartão para sacar dinheiro. Se o seu cartão não estiver equipado com um chip, a situação fica pior para você e melhor para eles: os cartões sem chip são mais fáceis de roubar. Para aumentar o risco de serem vítimas dos “chupa-cabras”, basta pular a opção de notificações por SMS do banco, inserindo o seu cartão em qualquer caixa eletrônico e colocando o PIN. Desta maneira você rebecerá uma mensagem dos ladrões como forma de agradecimento pela ajuda”, orienta a empresa.

O Impacto