Fonte: Papo Carajás

Meios de comunicação e sociedade de Parauapebas foram surpreendidos neste domingo (24), por meio de uma nota oficial da dupla de advogados responsável pela defesa do Guarda Municipal de Parauapebas, Genialdo Araújo Teixeira, o GM Teixeira, afirmando que: “Todas as notícias vinculadas nas mídias sociais não passam de especulações a fim de alimentar o ódio contra aquele que provará perante as autoridades competentes a sua inocência.”

Vale relembrar que o GM Teixeira foi avistado por testemunhas disparando um tiro de pistola calibre 380 na noite de sábado (23) durante a comemoração da vitória do Flamengo em cima do River da Argentina, válida pela final da Libertadores 2019. O projétil disparado atingiu a cabeça do adolescente Walyson Leite da Silva, de 13 anos, que ainda foi socorrido e levado ao Hospital Geral de Parauapebas (HGP), mas faleceu na manhã de domingo, infelizmente.

Vítima em vida

A triste notícia revoltou os parauapebenses e moradores do grande Pará, chegando a ganhar grande repercussão no Brasil.

Mesmo assim, numa nota de esclarecimento “infeliz”, os advogados Raphael Pereira Maciel OAB/PA 20.891 e Rayssa Chaves Mota OAB/PA 21.961 grafam a mídia como disseminadora de especulações.

Nota dos advogados

No outro parágrafo, seguinte a acusação contra a mídia, os defensores do guarda ainda completam: “Informamos que o Senhor Genialdo Araújo Teixeira quando da sua prisão e condução até o Departamento de Polícia de Parauapebas/PA, não tinha sequer conhecimento dos fatos, pois se encontrava em casa no horário do descanso noturno”.

Pois bem, o Portal Papo Carajás, recebeu na manhã desta segunda-feira (25) uma foto onde o guarda municipal aparece segurando uma bandeira do Flamengo nas proximidades do Bar Eva Lanches. Ao fundo, nota-se um prédio em construção que fica sobre uma farmácia bem conhecida em Parauapebas, curiosamente, localizada na esquina das Ruas E e 10, Bairro Cidade Nova, onde toda a cena de crime ocorreu. De acordo essa fonte, a foto foi registrada no mesmo dia da tragédia, dia 23 de Novembro de 2019.

Ainda sobre a foto, ela teria sido postada no status de uma rede social do próprio guarda municipal. A mesma teria sido apagada horas depois.

O guarda municipal continua preso à disposição da justiça. A arma que ele teria atirado e acertado o adolescente, foi apreendida pela polícia.

NOTA DO SITE PORTAL CARAJÁS

O Portal Papo Carajás esclarece aos leitores e advogados que em três anos de existência sempre vem trabalhando com responsabilidade e apuração dos fatos, sem escolher lado A ou B, tendo como único interesse divulgar a notícia com clareza para os que confiam na credibilidade deste meio de comunicação.

Não é de interesse deste meio de imprensa disseminar ódio, como falado na “nota de esclarecimento” dos advogados. Também não é de responsabilidade do site qualquer julgamento. Este papel é de cunho da justiça, pela qual a família, amigos e populares clamam nesse momento de dor.